Você sabe como funciona a escala 5×1? Veja tudo sobre esse formato e tire as principais dúvidas sobre esse tema!

Posted by:

Existem muitos tipos de escalas de trabalho e montar cada uma delas é uma tarefa extremamente importante dentro de uma empresa que respeita as convenções e regras trabalhistas.

É preciso, por exemplo, que as empresas estejam a par disso para evitar que o horário de trabalho seja longo demais para o trabalhador. Cada tipo de escala serve para atender diferentes necessidades de uma vaga. 

Entre elas, está a escala 5×1.Você sabe como funciona esse modelo e quais são suas particularidades em relação aos outros tipos de horários? 

Se você ainda tem dúvidas, neste artigo nós vamos te ajudar a descobrir essas e outras respostas para esse tipo de escala. 

Ao longo do texto vamos apresentar ela ao lado das principais escaladas de trabalho e tirar as dúvidas frequentes sobre o funcionamento da escala 5×1. Boa leitura!

Leia também: Licença nojo: o que é, direitos e como solicitar

O que é escala de trabalho?

Uma escala de trabalho nada mais é do que a definição do tempo que um funcionário vai trabalhar na empresa dentro de uma semana. Como já falamos, existem diversas escalas. 

O objetivo delas é garantir que os profissionais não fiquem sobrecarregados, ao mesmo tempo que ela permite ser possível adaptar os horários para diferentes tipos de atividades.

Segundo a Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), a jornada de trabalho semanal de um trabalhador deve ser de no máximo de 44 horas. No entanto, quando o tempo de trabalho excede isso, é preciso que o trabalhador seja pago por isso.

Com essa base, então, é possível distribuir essas 44 horas semanais de diversas formas. A maneira como elas se dividem é justamente a escala de trabalho, variando de acordo com a empresa, o tipo de cargo e a área.

Como funciona a escala 5×1?

Como funciona a escala 5×1

A escala 5×1, como o próprio nome indica, é entendida como aquela em que o funcionário trabalha 5 dias consecutivos e recebe o direito de 1 dia de folga.  

A jornada de trabalho diária para que sejam trabalhadas 44 horas é de 7h20 por dia. No caso de folgas duplas, a duração da jornada é de 7 horas e 33 minutos. 

Esse formato é ideal para funções de atuação contínua, ou seja, quando os profissionais fazem revezamento para garantir que sempre tenha alguém trabalhando. Em suma, serve para empresas que funcionam 24 horas por dia e 7 dias por semana. 

Algumas profissões que podem seguir esse tipo de escala são os porteiros residenciais e operadores de telemarketing. Nesse formato, não há a necessidade de folga em feriados .Além disso, o dia de descanso, no entanto, não precisa ser no domingo.

Em termos práticos, se o funcionário folgou na quinta em uma semana, isso implica que na próxima semana sua folga será na quarta, e assim sucessivamente, seguindo uma lógica matemática.

A escala 5×1 tem o máximo de aproveitamento quando a função a ser cumprida precisa de um revezamento. Dessa forma, mais de um funcionário vai ocupar a mesma função em horários alternados, ou seja, são feitos os turnos.

Regra específica para folga de domingo

Para a legislação trabalhista, o domingo é considerado o dia mais apropriado para o descanso dos colaboradores. Por isso, há uma regra específica para a folga nesse dia.

A folga ao domingo deve ser dada pelo menos uma vez a cada sete semanas no caso dos homens. Já no caso das mulheres, elas devem folgar aos domingos quinzenalmente, tendo em vista a dupla jornada, segundo artigo 386 da CLT.

Quais são as principais escalas de trabalho?

Quais são as principais escalas de trabalho

Além do formato 5×1, há uma grande quantidade de escalas de trabalho que variam de acordo com a natureza do trabalho. A seguir, vamos falar um pouco sobre cada uma delas.

Escala 5×2

Uma das escalas mais comuns que encontramos no ambiente de trabalho é a escala 5×2. Nesse caso, o funcionário trabalha 5 dias e descansa 2 dias.

No geral, o colaborador trabalha de segunda a sexta e tem folga de sábado e domingo.  Ela é a mais indicada para empresas que atuam de segunda a sexta-feira, com folgas fixas no sábado e no domingo, ou seja, atuando nos dias comerciais úteis que são tradicionais.

Apesar disso, a empresa também pode optar em não fazer folgas fixas consecutivas, variando semanalmente. O importante é que sejam respeitadas as 44 horas semanais. Para isso, então, o dia de trabalho pode durar até 8 horas e 48 minutos.

Escala 6×1

Outra escala é a de formato 6×1. Nela,  a divisão da jornada de trabalho se divide em 6 dias consecutivos trabalhados e 1 dia inteiro de folga na sequência.

Embora se pense que a folga acontece sempre no domingo, isso não acontece necessariamente. Em muitos casos a empresa pode escolher que o funcionário faça uma folga em um dia diferente, para atender suas demandas.

Alguns estabelecimentos, a exemplo de salões de beleza e pizzarias, escolhem o dia de folga na segunda-feira, visto que é o dia com menor demanda comercial, sendo mais vantajoso não funcionar nesse dia. 

Contudo, caso o expediente seja no domingo, ele deve ser concedido como folga uma vez ao mês ou a cada 7 semanas, tal qual é o caso da escala 5×1. 

Escala 12×36

Outra escala de trabalho bastante conhecida é a 12×36. Nesse caso, o colaborador trabalha 12 horas e tem direito a 36 horas de descanso. 

A título de exemplo, caso ele tenha trabalhado das 10h às 22h em uma segunda-feira, seu próximo dia de trabalho será na quarta no mesmo horário.

Esse modelo de escala é ideal para as funções que precisam de uma jornada especial, e que não pode ser paralisada em um período curto. Esse é o caso de montadoras de veículos e trabalhadores da saúde, por exemplo.

Embora funcione na prática, contudo, esse regime se dá devido ao acordo e convenções coletivas de trabalho, pois não há  apoio na legislação trabalhista. Para que ele possa funcionar da melhor forma, o controle de ponto é essencial.

Escala 18×36

Assim como a escala 12×36, a 18×36 é adotada por empresas que precisam ter longos turnos de trabalho, nesse caso, ainda maiores. 

Por isso, o trabalhador atua por 18 horas e tem direito a descansar 36 horas. Ela também pode ser vista em serviços que envolvem trabalhadores de saúde e de segurança.

Trata-se de um modelo que também não é previsto pela CLT, sendo bem menos comum.

Embora a lei não dê respaldo para a aplicação da escala 18×36, ela não proíbe a adoção desse modelo. 

Sendo assim, para que possa ser aderida, as empresas devem realizar um acordo com o trabalhador no momento da contratação, bem como deve prestar atenção aos acordos do sindicato relacionado.

Escala 24×48

Escala 24x48

O último tipo de escala que vamos falar é a 24×48, sendo a mais intensa de todas. O trabalhador irá atuar por 24 horas de trabalho, que são substituídas por 48 horas de descanso.

Essa é a escala menos comum também, sendo aplicada em casos de bombeiros, trabalhadores de pedágios, policiais e vigilantes. É um tipo de escala que demanda um desgaste maior à saúde e vida social do trabalhador.

Assim como as jornadas de trabalho mais longas, a escala 24×48 é permitida legalmente em convenções coletivas, contudo, não tem respaldo dentro da CLT. 

Nesse formato, o profissional trabalha 48 horas semanalmente. Dessa forma, as 4 horas a mais devem ser computadas como horas extras e precisam ser remuneradas.

Escala 5×1: principais dúvidas

Para entender mais sobre a escala 5×1, vamos responder algumas dúvidas frequentes sobre esse tema a seguir. Acompanhe!

Quantas horas dura a escala 5×1?

Assim como as escalas previstas na CLT, a 5×1 deve respeitar as 44 horas semanais. Para que isso aconteça, portanto, a carga horária dessa escala com apenas 1 dia de descanso é de 07:20h por dia.

O que diz a lei sobre a escala 5×1?

A escala 5×1 gera algumas discussões quanto à lei, embora não a infrinja. A CLT define que o descanso semanal remunerado deve ser dado preferencialmente aos domingos, contudo, não é obrigatório, o que permite que ele aconteça em outros dias.

No entanto, o ponto aqui diz respeito a muitos especialistas defenderem que essa escala é apenas vantajosa para a empresa. Isso acontece pois o trabalhador (no caso do homem) terá o direito de seu descanso de domingo somente a cada 7 semanas.

Com isso, a empresa vai conseguir o máximo de aproveitamento do tempo de sua base de funcionários com menos custos, visto que vai conseguir funcionar normalmente durante feriados e domingos sem precisar pagar horas extras. 

Quem trabalha por escala tem direito a feriado?

Regimes de compensação como a escala 5×1 não incluem feriados. No entanto, caso o dia de trabalho da escala caia em um feriado, o empregador deverá pagá-lo em dobro. Isso apenas não será necessário caso seja oferecida uma folga compensatória além da prevista.

Quem trabalha 5 por 1 tem direito ao domingo?

Quem trabalha 5 por 1 tem direito ao domingo

Como já falamos, domingo é um o dia da semana priorizado para as folgas. Devido a isso,  existe uma regra específica para esse dia dentro dessa escala.

No caso dos homens, a folga ao domingo deve ser dada pelo menos uma vez a cada sete semanas. No caso das mulheres, elas devem folgar aos domingos a cada 15 dias, devido a dupla jornada.

Quer investir em tecnologia? Faça o controle de ponto online com o ifPonto

 

Conclusão

A escala 5×1 é um dos tipos de formatos possíveis para a jornada de trabalho dos funcionários. Nela, o colaborador trabalha 5 dias e folga 1 dia. Ela é muito frequente em empresas como telemarketing, que precisam funcionar todos os dias.

Embora as folgas não aconteçam em feriados e nem sempre aos domingos, no entanto, é preciso que a empresa respeite o direito previsto para os homens e para as mulheres de folgar também nesse dia da semana.

Para respeitar e ter um melhor controle da escala de trabalho, invista em tecnologias que facilitem esse trabalho para a sua empresa!

0
  Posts Relacionados
  • No related posts found.