Gestores indicam livros para ajudar colaboradores durante a quarentena

Posted by:

A iFractal preparou uma lista de livros para auxiliar os profissionais de Recursos humanos durante a pandemia. 

A leitura é uma grande aliada para a saúde mental e para o desenvolvimento pessoal e profissional das pessoas. Por isso, cinco gestores indicam os livros que consideram inspiradores para ajudar os profissionais atravessarem este momento de quarentena. 

Essencialismo – A disciplinada busca por menos, de Greg Mckeown. 

Indicação: Ana Paula Pisaneschi, CEO do Uffa.com.vc. 

Resumo: Nesta obra, Mckeown explica como o essencialismo é mais do que uma estratégia de gestão de tempo ou uma técnica de produtividade. Trata-se de um método para identificar o que é vital e eliminar todo o resto, para que possamos dar a maior contribuição possível àquilo que realmente importa.

O lado difícil das situações difíceis, de Ben Horowitz.

Indicação: Rodrigo Amato, CEO da M2M. 

Resumo: Em ‘O lado difícil das situações difíceis’, Ben Horowitz, um dos empreendedores mais respeitados do Vale do Silício, conta a história de como ele mesmo fundou e assim investiu em empresas de tecnologia.  

Sonho grande, de Cristiane Correa.

Indicação: João Canhada – CEO da Foxbit.

Resumo: Nos últimos cinco anos, Warren Buffett, Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Beto Sicupira compraram três marcas americanas conhecidas globalmente: Budweiser, Burger King e Heinz. No livro, Sonho grande é o relato detalhado dos bastidores da trajetória desses empresários.

Livre para voar, de Fábio Teruel.

Indicação: Patrick Burnett, CEO do Inovebanco.

Resumo: Entre os mais vendidos da Amazon, o livro conta histórias inspiradoras de nomes conhecidos, como Thomas Edison e Franklin Delano Roosevelt. Sendo assim, além de anônimos que viram suas vidas transformadas pela redescoberta de si. 

As 48 leis do poder, de Robert Greene.

Indicação: Bernardo Schucman, CEO da FastBlock.

Resumo: O que fazer para ser promovido? Como neutralizar quem vive tentando ‘puxar o seu tapete’? Em ‘As 48 leis do poder’, Robert Greene oferece o “caminho das pedras”. Dessa forma, utilizando casos de sucesso e de fracasso.

 


Este conteúdo foi desenvolvido pelo núcleo de comunicação da iFractal, com base na experiência, informações e pesquisas nas áreas de Recursos Humanos e Tecnologia da Informação, sob a supervisão editorial de Caio Carraro Gomes da Costa. O compartilhamento deste conteúdo é livre, desde que citada a fonte e que não seja alterado, manipulado ou reeditado. As opiniões das entrevistas são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a posição da iFractal.

0
  Posts Relacionados