O céu e o inferno do RH

#SomozTodozHackerz

 

tirinha ceu inferno

O Inferno de Douglas

São 7h30 da manhã e Douglas acaba de chegar à empresa onde trabalha, há seis anos, no ramo de transportes, como head de RH, sendo responsável pela gestão de cerca de 2 mil colaboradores. Depois de um café da manhã apressado, visto as inúmeras tarefas que o aguardam no dia de fechamento, mais uma vez, ele passa voando, sem tempo sequer para esboçar aos colegas aquele simpático e costumeiro sorriso diário.

O dia 20 logo se inicia e Douglas precisa realizar o fechamento mensal das horas e enviar para o sistema de folha de pagamento. Para isso precisa se certificar de que todas as informações estejam no sistema e os supervisores as tenham validado. Boa parte do trabalho, neste momento, é manual, como, acessar determinados relatórios do sistema em busca de falta de registro das pessoas por esquecimento ou por falha no sistema; afinal, se isso ocorrer, o colaborador deixa de receber seus vencimentos da forma correta.

Como esse processo, normalmente, é iniciado bem antes da data-limite do real fechamento do ponto, tudo precisa estar de acordo para que os dados sejam enviados para processamento em folha e, só então, o holerite dos funcionários, por fim, pode ser gerado. Depois de muitas horas nesse processo, Douglas está esgotado e só quer descansar.

 

O Céu de Izabella

Do outro lado da cidade, Izabella, que é head de RH há três anos de uma grande empresa do ramo de transportes, chega ao trabalho tranquila e, sorridente, cumprimenta e conversa com alguns colegas que estão no caminho até sua sala. Nesse dia, Izabella tem a tarefa principal de acompanhar o fechamento do ponto de, aproximadamente, 20 mil colaboradores.

O software de gestão de pessoas que Izabella usa funciona em nuvens, e consegue se comunicar a todo o momento com centenas de relógios de ponto, permitindo que ela monitore, em tempo real, a qualquer hora e lugar, toda a movimentação dos colaboradores. Na verdade, Izabella dedica seu tempo para analisar os relatórios e gráficos, diariamente, para atuar na melhora do ambiente corporativo, no engajamento e aperfeiçoamento dos colaboradores, focando toda a sua experiência como profissional de Recursos Humanos diretamente nas pessoas. Assim, Izabella consegue contribuir para o desenvolvimento da empresa como um todo.

 

O Purgatório

Muitas vezes, pecamos pela falta de informação. Outras vezes, pelo desinteresse em buscar por outras possibilidades de fazer as coisas de maneira mais eficaz. Eis que o tempo de sofrer acabou, e viver nas nuvens passou a ser o destino de todas as empresas.

Não se trata de uma luta do bem contra o mal, mas apenas da chegada de uma nova Era, onde os modelos, que um dia já foram o céu, hoje mais se parecem com o inferno para uma geração de profissionais de RH que não têm tempo a perder com processos burocráticos e dedicam toda sua energia às pessoas. No final, viver no inferno ou no céu é apenas uma questão de escolha.




Publicado, originalmente, na Revista Melhor

.…………………………………………………………

Enfim, a vez da geração RHacker

#SomozTodozHackerz

Serie Colunas Revista Melhor - 01b.jpg

São 10h30 de uma terça-feira e Camila, uma bem-sucedida profissional de RH, está aguardando para sua entrevista no Banco Neon, uma nova instituição financeira que, assim como o Nubank, chega ao mercado com uma proposta inovadora de relacionamento com clientes, sem burocracia, taxas e agências físicas.

Enquanto aguarda ser chamada, ela pensa em como seria legal vivenciar essa nova experiência para aprimorar seus conhecimentos. A entrevista começa e, em pouco tempo de conversa, Camila é informada que o Banco está à procura de alguém alinhado às tecnologias de ponta, que lhes permitam realizar a gestão de seus colaboradores da mesma forma que o fazem com seus clientes, ou seja, de modo inteligente, transparente, simples e seguro.

Sem perder tempo, a candidata comenta que, ao visitar o último CONARH conheceu a iFractal, especialista em sistemas para gestão e engajamento de pessoas, e detalha como o sistema Stou funciona, demonstrando conhecimento de como poderia ajudar a instituição.

Por fim, Camila é escolhida, dentre outros tantos candidatos, à vaga de especialista de RH do Banco Neon. Essa história é real. A jovem Camila é um exemplo da geração hacker, que vem ganhando espaços importantes dentro de empresas que estão escrevendo um novo futuro.

O que significa ser hacker?

Hacker é alguém que não se conforma com a maneira como as coisas funcionam, entende que sempre existe espaço para melhorar ou, até mesmo, romper completamente. Em nossa sociedade, onde o interesse de poucos está acima dos interesses da maioria, é fácil de entender porque o termo, com muita frequência, é associado a pessoas e eventos negativos. Ainda é comum ouvir a expressão “hacker ético” que reforça a imagem negativa, note que ninguém diz “médico ético”, “advogado ético” ou “juíz ético”, pois esses profissionais são vistos como éticos até que se prove o contrário.

Você certamente já deve ter ouvido falar a respeito de algumas figuras como: Alberto Santos Dumont, Bertha Von Suttner, Dalai Lama, Elon Musk, Isaac Newton, Marie Curie, Leonardo da Vinci, Malala Yousafzai, Mahatma Gandhi, Nísia Floresta Augusta, Nikola Tesla, Tim Berners-Lee, entre tantos outros, de áreas distintas, que eram alimentados por um objetivo em comum: eles buscavam caminhos mais inteligentes para resolver problemas da humanidade, usando ou criando novas tecnologias, ferramentas ou simplesmente apresentando novos pontos de vista. Essas pessoas representam a essência do comportamento hacker.

A nova geração nasceu em um mundo tecnológico e já entendeu que o diferencial das empresas está na valorização do ser humano. Essa valorização vai além do ambiente de trabalho ou do respeito ao cliente, é essencial que velhas práticas sejam repensadas, como: obsolescência programada, aprisionamento tecnológico, lobbies, práticas que consideramos ineficazes ou injustas, mas que ainda fazem parte do dia-a-dia das empresas.

Assista a seguir a entrevista em três partes no Papo.com da revista Melhor Gestão de Pessoas, com Felipe Waltrick, diretor de Tecnologia da iFractal e Camila Monteiro, head de RH do Banco Neon.




Publicado, originalmente, na Revista Melhor
…………………………………………………………

Software de Gestão de Pessoas da iFractal atende RH da USP

Agora a gestão de pessoas da USP terá o apoio do sistema mais completo e eficiente do país para gestão de pessoas

A Universidade de São Paulo (USP) acaba de modernizar a sua gestão de pessoas com o software ifPonto da iFractal, pioneira em desenvolvimento de sistema em nuvens para Recursos Humanos.

O objetivo da implantação é apoiar a gestão pública na tarefa de gerenciar a frequência da base de colaboradores da USP. Nesta primeira etapa cerca de 6500 pessoas já estão realizando as marcações com o novo sistema.

Um dos diferenciais da solução é a centralização dos dados e a descentralização da gestão do ponto, além de  emissões de relatórios estratégicos em formato gráfico que auxiliam, de maneira simplificada, a tomada de decisões diante da consolidação dos indicadores. Isso é possível porque o ifPonto opera no modelo SIIN, o Serviço de Integração Inteligente nas Nuvens, o que permite visualizar e enviar alertas de modo automático das divergências de marcações do ponto no mesmo momento que cada evento ocorre.

Marcelo Germano de Oliveira, diretor comercial da iFractal, afirma que o sistema ifPonto está à frente do mercado, uma vez que atender as questões legais já são inerentes aos recursos do sistema. Desse modo, o grande diferencial se torna a simplificação do serviço, que permite a otimização dos processos e redução real dos custos operacionais da empresa.

…………………………………………………………

iFractal já contabiliza o sucesso no Conarh 2016

A iFractal, pioneira no desenvolvimento de sistema em nuvens para gestão de pessoas, já soma os contatos realizados durante o Conarh 2016,  consolidado como o maior evento de Gestão de Pessoas da América Latina, que reuniu mais de 22 mil participantes, entre congressistas e visitantes da feira de negócios EXPO ABRH. “Durante os quatro dias, atendemos mais de 1500 pessoas e  fizemos mais de 650 apresentações, sendo a maioria com grandes perspectivas de fechamento de contrato para os próximos meses”, comemora Marcelo Germano de Oliveira, diretor comercial da iFractal.

Um dos destaques deste ano foi o lançamento, em parceria com o Lab Evoluir, da plataforma STOU™, uma evolução do sistema ifPonto® que dá voz aos sentimentos dos colaboradores, de forma anônima ou nomeada, permitindo o diagnóstico e a intervenção rápida e assertiva do gestor.

Por se tratar de uma ferramenta para avaliação diária do clima da empresa que conta com questões de escala, alternativa e dissertativas, o gestor consegue ver informações que dificilmente são encontradas em pesquisas de clima semestrais ou anuais: um dos diferenciais é a possibilidade de relacionar o humor da equipe com eventos ocorridos no dia. “Os visitantes se mostraram entusiasmados com as possibilidades da plataforma STOU™”, revela.

Tecnologia humanizada

Durante os quatro dias do evento, cerca de 50 visitantes receberam um cartoon exclusivo desenhado, na hora, pelo artista plástico Paulo Stocker, conhecido mundialmente pelo seu personagem Clovis e que já leva seus cartoons, semanalmente, aos sistemas da iFractal.

capa-026

O personagem Clovis, considerado pelo cartunista britânico Karl Dixon, do Diary of a Cartoonist and Writer, uma criação genial pela simplicidade e singularidade de seus traços e formas de usar seus quadros, ganhou vida sendo interpretado pelo Celso Amâncio Filho, ator especialista em clown, e fez interações com violino no estande.

No dia 17, das 19 às 21 horas,  a iFractal promoveu um happy hour para funcionários e convidados e levou uma surpresa: os Doutores da Alegria, uma organização de sociedade civil sem fins lucrativos que há 24 anos promove as relações humanas. A Dra. Ferrara, besteirologista, comenta a importância da atuação em empresas. “Enquanto as crianças são internadas em hospitais, os adultos estão sendo internados nas empresas.”

capa-029

“Nosso trabalho busca levar a cultura da alegria para dentro das empresas. Acreditamos que a intervenção cênica do palhaço em caráter regular pode inspirar pessoas, e pessoas inspiradas, por sua vez, podem promover verdadeiras transformações. Os recursos provenientes das intervenções em empresas são 100% revertidos para a manutenção e o fortalecimento da nossa atuação nos hospitais públicos”, explica Wellington Nogueira, fundador dos Doutores da Alegria.

Todas essas ações estão alinhada à cultura da marca iFractal de apoiar a arte, elevar o conhecimento e contribuir para a transformação das pessoas e organizações.  Caio Carraro, diretor de criação e marketing da iFractal, explica que as ações visam destacar a importância da humanização nas relações pessoais e com a tecnologia. “Queremos reforçar que o real valor da tecnologia são as pessoas”.

…………………………………………………………

iFractal lança nova plataforma que irá revolucionar a gestão de pessoas

A novidade traz mudanças significativas nos modelos de gestão dos colaboradores com foco em engajamento.

A iFractal, pioneira no desenvolvimento de sistema em nuvens para gestão de pessoas, é presença confirmada na 42ª edição do CONARH, o maior evento de Gestão de Pessoas da América Latina, que acontece de 15 a 18 de agosto no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

Um dos destaques para este ano é o lançamento, em parceria com o Lab Evoluir, da plataforma STOU, uma nova ferramenta para avaliação diária do clima da empresa. A solução traz as funções completas do sistema ifPonto, mas agora com foco total no colaborador, que poderá responder questões sobre a empresa, em formato aberto e de alternativas, de forma sigilosa. Esse diferencial permite que o gestor consiga ver informações que não são encontradas em pesquisas de clima convencionais, além de relacionar com eventos ocorridos no dia.

“Nossa equipe estará à disposição para demonstrar como a solução STOU permite visualizar o clima da empresa diariamente, em tempo real, e  apontar o humor dos departamentos e equipes para que os gestores consigam atuar com ações de engajamento cada vez mais apropriadas e rápidas”, afirma Marcelo Cardoso, responsável pelo Lab Evoluir.

…………………………………………………………

iFractal lança App de marcação de ponto com foto

A iFractal lança um App de um dos seus principais sistemas, o ifPonto, que agora permite ao funcionário marcar o ponto com foto usando um smartphone. Além de gerenciamento, visualização das marcações e possibilidade de enviar justificativas, o App tem função de alerta, recurso essencial para evitar possíveis esquecimentos quanto a horas extras sem aprovação da empresa.

packshot-ifpontoapp

A interface é intuitiva e compatível com os sistemas Android e iOS. Para usar, basta efetuar o login, registrar uma senha numérica de quatro dígitos para acesso rápido às funções e então tirar uma foto frontal para registrar a marcação. O sistema enviará automaticamente dados como o horário, foto e localização geográfica para empresa.

Segundo o sócio diretor da iFractal, Marcelo Germano de Oliveira, para as empresas, o App propicia segurança por usar sistema fotográfico e geolocalização, além de facilitar a gestão de profissionais que executam serviços externos e que, geralmente, a jornada de trabalho é fora da empresa.

…………………………………………………………

Durante o CONARH 2015, iFractal esclarece e aponta tendências sobre como a tecnologia pode antecipar novos modelos de gestão

A iFractal, especialista em desenvolvimento de sistemas em nuvem para gestão empresarial, irá marcar presença na Rodada de Negócios do CONARH 2015 – 41º Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas –, que será realizado nos dias 17, 18, 19 e 20 de agosto, no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

Durante os quatro dias, uma equipe de profissionais da iFractal conversará com os visitantes sobre como o RH pode melhorar a produtividade de uma empresa através da tecnologia e de uma política estratégica para a gestão de pessoas. Além disso, os participantes poderão conhecer o recente lançamento do aplicativo ifPonto App, uma solução que permite a marcação do ponto pelo smartphone, com foto, geolocalização e visualização do espelho de ponto.

Segundo Marcelo Germano de Oliveira, sócio-diretor da iFractal, o CONARH é uma oportunidade para que os visitantes possam testar e comparar seus sistemas atuais com os recursos do ifPonto, sistema para gestão de pessoas com cases de sucesso em orgãos públicos e empresas privadas multinacionais. “É um congresso de extrema importância, pois fortalece a nossa rede de relacionamento com clientes que estão sempre em busca de excelência em produtos e atendimento.”

…………………………………………………………