Blog

Descubra como acompanhar a jornada do trabalho dos funcionários em home office

Posted by:

Nos últimos anos, o home office vem se tornando uma prática cada vez mais comum no mundo. Durante o trabalho remoto, o funcionário realiza atividades diárias em casa e se comunica por meio da Internet e ferramentas tecnológicas. 

No Brasil, segundo levantamento do IBGE, em 2018, 5,2% dos colaboradores do país trabalhavam remotamente. Ao todo, a porcentagem representava cerca de 3,8 milhões de pessoas.

Novo coronavírus

Com o decreto de pandemia do novo coronavírus (COVID-19) e o rápido aumento de casos no Brasil, a adoção do modelo de trabalho remoto foi recomendada pelo Ministério da Saúde como medida preventiva para diminuir a propagação do vírus. Nesse contexto, diversos órgãos e empresas liberaram servidores e funcionários para o home office. 

Uma forma que os profissionais de Recursos Humanos encontram para realizar a gestão da jornada de trabalho em home office é utilizando um sistema de ponto que permita a marcação do ponto pelo computador ou celular.

Com um sistema de ponto em nuvem, o RH consegue acompanhar a jornada de trabalho dos colaboradores em tempo real de qualquer lugar do mundo. Sendo assim, em casos de divergências, o gestor recebe alertas. E o funcionário pode acessar o espelho e fazer envio de justificativas.  

Para empresas que não conseguem aderir ao home office

Existem alguns setores em que não é possível fazer home office. No entanto, diante da pandemia do novo coronavírus, investir em um sistema de ponto higiênico é a melhor alternativa.  O registro é feito por meio de um aplicativo para tablet que ativa a câmera e faz o reconhecimento facial do colaborador no aparelho.

Logo em seguida, o aplicativo valida o registro de ponto. Então, basta, apenas, que o funcionário esteja em frente ao aparelho. Como não há necessidade de toques na tela, a disseminação de vírus e bactérias é minimizada. 

 


Este conteúdo foi desenvolvido pelo núcleo de comunicação da iFractal, com base na experiência, informações e pesquisas nas áreas de Recursos Humanos e Tecnologia da Informação, sob a supervisão editorial de Caio Carraro Gomes da Costa. O compartilhamento deste conteúdo é livre, desde que citada a fonte e que não seja alterado, manipulado ou reeditado. As opiniões das entrevistas são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a posição da iFractal.

0
  Posts Relacionados