O que é e como o RH pode garantir nos contratos para uso de software em nuvem de registro de ponto

Posted by:

Por Marcelo Germano de Oliveira

Para a nova geração de profissionais de RH, que busca por dinamismo e menos burocracia. A gestão de pessoas, sem software em nuvem, deixou de ser uma alternativa para se tornar uma consolidada ferramenta estratégica. Assim, fornece uma visão ampla do coletivo e favorece na tomada de decisões rápidas e assertivas, baseada em dados e métricas online.

O fato da tecnologia estar em constante avanço não significa que todas as empresas estão no mesmo ritmo. Isso por questões técnicas ou comerciais. No qual, tecnologias ultrapassadas, ganham nova roupagem para serem revendidas como novidades.  Ainda que sejam recentes, carregam condições ultrapassadas de comercialização em seus contratos.

Isso ainda acontece porque o produto ‘software’ sempre foi visto como um DVD, dentro de uma caixa. Sendo com um contrato que autoriza sua utilização, a tal ‘Licença de Uso de Software’, cheia de cláusulas ameaçadoras.

Ocorre que, com a chegada dos sistemas em nuvem, esse tipo de ‘Licença de Uso’ não faz mais sentido e o software deixou de ser um produto para se tornar um serviço.

O que é preciso saber para ter a liberdade contratual

Por isso, ao contratar um software como serviço (SaaS), é preciso verificar se há uma relação de liberdade contratual que permita ao cliente migrar ou integrar com outros desenvolvedores sem que haja multa, bem como observar se as cláusulas condizem com o que foi acordado verbalmente.

Para evitar qualquer tipo de problema futuro é aconselhável que o RH sempre peça o apoio dos departamentos jurídico e do TI sobre as questões que envolvam contratações de softwares em nuvem para que não fiquem aprisionados pela tecnologia contratada.

 


Este conteúdo foi desenvolvido pelo núcleo de comunicação da iFractal, com base na experiência, informações e pesquisas nas áreas de Recursos Humanos e Tecnologia da Informação, sob a supervisão editorial de Caio Carraro Gomes da Costa. O compartilhamento deste conteúdo é livre, desde que citada a fonte e que não seja alterado, manipulado ou reeditado. As opiniões das entrevistas são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a posição da iFractal.

1
  Posts Relacionados