iFractal apoia jogadora da Seleção Brasileira Feminina de Flag Football

 Seleção Brasileira Feminina de Flag Football lança campanha #DeixaElasJogarem para conseguir disputar o quarto Mundial no Panamá

A Seleção Brasileira Feminina de Flag Football, uma modalidade adaptada do futebol americano, busca apoio para disputar o quarto Mundial no Panamá. Com o intuito de chamar atenção para as dificuldades enfrentadas por diversos times amadores espalhados pelo país, as atletas lançaram a campanha #DeixaElasJogarem, na plataforma de crowdfunding Vakinha.

Segundo Alessandra Rodrigues, atleta da seleção, desde 2012, a equipe enfrenta grandes desafios para participar do Mundial. “Às vésperas de confirmar a nossa inscrição na competição descobrimos que a Confederação Brasileira de Futebol Americano (CBFA) não teria condições de custear o valor da hospedagem e alimentação de todas as atletas, como estava previsto no orçamento da instituição. Em poucos dias tivemos que nos juntar para pagar o total de 2700 euros para que nossa inscrição no campeonato não ficasse ameaçada. E agora, faltando algumas semanas para a viagem, ainda que estejamos dispostas a bancar tudo do nosso próprio bolso, ainda precisamos de apoio para representar bem o Brasil em mais uma edição do Mundial”, explica.

Alessandra explica que há várias formas diferentes de contribuir, como exemplo, o custeio da despesa de uma jogadora. “Às vezes, uma empresa pode patrocinar uma das jogadoras, como a iFractal que me patrocina, e isso já ajuda muito”, comenta. Para patrocinar a seleção ou uma jogadora, acesse a página e conheça o projeto.

Nos últimos anos, a iFractal vem apoiando e patrocinando diversos tipos de projetos culturais, independente da exposição nos meios de comunicação ou da presença de nomes reconhecidos. Essa ação faz parte da missão da iFractal de elevar o conhecimento e contribuir para a transformação das pessoas e organizações. “O intuito em procurar nomes que estão começando é possibilitar a democratização cultural e desportiva com qualidade”, explica Marcelo Germano de Oliveira, sócio diretor da iFractal.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.